Saltar os Menus

Biblioteca Cosmos

A “Biblioteca Cosmos” foi criada em 1941 sob a direção do matemático, pedagogo e investigador Bento Jesus Caraça, com o objetivo de promover a divulgação cultural e a formação das massas populares, assim como estimular entre os mais jovens um conjunto de interesses que não eram abordados na educação promovida pelo Estado.

Marco da história da cultura em Portugal do século XX, foram publicados 114 títulos e cerca de 150 volumes, com uma tiragem global de quase 800 mil exemplares, sobre os mais diversos ramos do saber.

A coleção era composta por sete secções:

1ª Secção – Ciências e Técnicas;

2ª Secção – Artes e Letras;

3ª Secção – Filosofia e Religiões;

4ª Secção – Povos e Civilizações;

5ª Secção – Biografias;

6ª Secção – Epopeias Humanas e

7ª Secção – Problemas do Nosso Tempo.

(…) conjunto de conhecimentos que ao homem-comum, ao homem-da-rua, são indispensáveis para adquirir aquela maneira científica de olhar as coisas sem a qual será sempre deficiente o exercício da cidadania.” (CARAÇA, 1947).

Última Actualização: 1 de Setembro de 2020
Arquivo Distrital de Faro